gallery/toppronta

A International Karate Do Goju Kai Association - IKGA foi fundada em 1965 pelo mestre Gogen Yamaguchi, o mestre de maior grau (Saiko Shihan) Karate Do de Goju Ryu daquela época. Mestre Yamaguchi foi presidente da IKGA até seu falecimento em 20 de maio de 1989. Seus ensinamentos foram espalhados em mais de 30 países. Em janeiro de 1990, um de seus filhos, mestre Goshi Yamaguchi, o sucedeu como o segundo presidente e o mestre de maior grau da IKGA. O título honorário de "Kensei" o santo do Karate foi atribuído ao saudoso mestre Gogen Yamaguchi pela IKGA, e ele foi por concenso nomeado o fundador "Kaiso". 

Os objetivos da Associação são:

1. Promover o estilo de Goju-kai criado pelo mestre Gogen Yamaguchi 
2. Promover cooperação internacional entre seus afiliados através do treinamento de Karate-do e auixiliar a cultivar o caratér da juventude no mundo afim de contribuir para a paz mundial.

O corpo gerencial da IKGA consiste do seu presidente, vice-presidentes, conselheiros técnicos e administrativos. A matrix estará sediada em Tokyo, Japão. A nomeação dos vice-presidentes será feita pelo presidente. 

Sobre a IKGA
gallery/foto5

 

Filiais no Exterior

Os membros da IKGA deverão se agrupar em filiais, cada qual representando a IKGA no seu país, cada filial sendo nomeada, por exemplo, como IKGA do Brasil. O corpo gerencial das filiais será constituido pelos seus instrutores chefes presidido pelo diretor daquela filial, chamado de shibucho ou chefe da filial, que será nomeado diretamente pelo presidente da IKGA Matriz (Japão). O gerenciamento de uma filial deverá ser conduzido de maneira democrática, refletindo os interesses de todos os seus membros. 

Blocos Regionais

Os membros da IKGA no exterior deverão se agrupar em blocos, executando as atividades da IKGA dentro de cada grupo. 

Os blocos regionais, criados em 6 de junho de 1991, são:

1. Bloco Africano
2. Bloco Asiátio (inclui Oriente Médio)
3. Bloco Europeu
4. Bloco da Oceania
5. Bloco da América do Sul

Para assegurar o funcionamento e implementações das atividades de cada bloco, existirão diretores de cada bloco a serem nomeados pelo presidente. O diretor deverá coordenar as atividades da IKGA dentro do bloco e se certificar que as mesmas conformem com os melhores interesses da IKGA. Um vice-presidente poderá também atuar como diretor de bloco, se requerido pelo presidente.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

IKGA Brasil

Sensei Luiz Antonio Kotsubo, recebeu das mãos do Saiko Shihan Goshi Yamaguchi a representação oficial da IKGA (International Karate Do Goju kai Association) no Brasil, para a qual foi encarregado da missão de reconstruir a escola Goju kai no país e dar continuidade ao trabalho de Ryuzo Watanabe Sensei, resgatar os valores, e atualizar continuamente as especificidades técnicas do estilo. O legado recebido por Kotsubo Sensei aconteceu após um longo período em que nosso país ficou sem representantes do estilo Goju kai, mais precisamente, desde 2000, ou seja, dois anos após o falecimento de Watanabe Sensei Renshi Luiz Antonio Kotsubo, é o único representante da IKGA (international Karate-do Gojukai Association) para todo o Brasil.

gallery/representantes
gallery/ikgaworld

A origem do Karatê (kara = vazia tê = mão) esconde-se nos segredos do passado. Embora exista uma grande quantidade de estilos, ou escolas (“Ryu”) do Karatê, a sua história é única, pois parte de um ponto comum, divergindo muito pouco de estilo para estilo, tendo sido transmitida de Mestre para aluno, ao longo dos séculos. Segundo registros históricos, o Karatê começou a ser desenvolvido pelos habitantes da ilha de Okinawa por volta de 1609. O corpo utilizado como arma passou a ter maior atenção por volta de 1634, quando no Japão, recém unificado após uma guerra entre os senhores feudais, foi decretada oficialmente a proibição o uso de armas, exceção feita aos samurais, únicos autorizados a portar as temíveis espadas chamadas de kataná, segundo ordens do Shogun Tokugawa. Desde aquele momento os Camponeses encontrando-se em desvantagem e sem opções de defesa, passaram a desenvolver, de modo secreto, o uso do corpo num sistema complexo de defesas e ataques visando defesa pessoal e integridade física, transmitindo tais técnicas de geração em geração .

Sobre a KARATÊ